16 de set de 2007

Etiqueta UK

Ontem fui numa festa de aniversário inglesa. A aniversariante era casada com um brasileiro, então tinha bastante portguês por todo lado (português de portugal e brasileiro...). Etiqueta básica, vamos lá. Quanto o convite falar "bring a bottle" (traga uma garrafa) isso quer dizer compre vinho... levei cerveja. No Brasil não temos o costume, mas aqui, leva-se aqueles cartões a La Garfield, com deidcatória. Muita gente tomou cerveja, e fui o único fornecedor. Pelo menos isso... e outra coisa: a pontualidade britânica para festas não é 100%. Uns 30 minutos de atraso vai bem, se não quiser ficar conversando com a mãe da aniversariante (uma irlandesa muito bacana, pelo visto. Aliás, elas são parecidas com as bahianas... não tem papas na língua!)

Fui também novamente no bar cubano. Regaton é forte lá também. Para quem não conhece isso ainda, pq no Brasil de fato tem pouco, é uma mistura de hip hop latino com salsa. A música é bem ruim, mas dá para dançar bacana... digamos que é um a la funk deles. Aprendi mais uns passinhos de salsa, e porra, tinha um negão lá que parecia dançar mais ou menos, mas quando pegava um chica nos braços, fazia sex on the track. Eu lá, só copiando os passinhos... afinal, next sex on the track, call me.

Hoje tem churrasco aqui. Churrasco quer dizer hamburquer na grelha com pão. ECA. enfim... muitas pessoas novas chegando. Estou deslocado: devo ser o único posgraduação aqui. O resto é tudo inicante de primeiro ano de faculdade. Pais chegando com os filhos e as mães me olhando com cara de "você vai vender droga para o meu filho, vai não"? Opa coisa estranha.

Tocou música brasileira no salsa ontem. O DJ era Fabio Bahia, precisa explicar por que? Tocou glamurosa, separa que é briga, samba da Estácio e forró. Deu para descer até o chao chao chao chao chao chao chao.

E eu aqui tenho funk no HD. Ainda bem que eles não entendem a letra... sujo como funk, nem hip hop americano.

Fui! fabro

Um comentário:

Nilton disse...

Na próxima festa, o que será whisk???
Além de "traficante brasileiro", MC Fabro e com direito a passinhos no chão.
Tem coisa que o dinheiro não compra, mas para todas as outras existem filmadora, filma essas suas aventuras e coloca no youtube, hihihi.