29 de nov de 2007

Old York

Nas fotos, York. Fica a 20 min de trem daqui, pertinho, e sim, é a cidade que deu o nome a capital do terrorismo... aliás? alguém ainda tem a letra do groo para New York, New York versão 2001? Tem site chamando de "versão de internet" mas que se eu não me engano foi o Groo que fez... mito urbano? De qualquer forma, lá vai

Start spreading the bombs...
I'm flying today.
I want to be a terrorist!
In New york, New York!

Piada do dia a la fabro:
O que que uma torre disse pra outra?
- Olha o avião... pou
- Cadê?!... pou


A cidade é um encanto, parece aquelas que a mãe da gente conta para boi dormir quando queremos brincar na sala lá pelas 11 da noite... Era uma vez, numa cidade muito antiga, medieval, com cafés em cada esquina, castelos e catedrais, vivia uma princesa muito triste e ... zzzzzzzzzzzz

Tem fotos no álbum virtual para ver, clica aqui . Tem uma muralha (de verdade) que contorna toda a cidade, lau, vem para cá para fazermos o trajeto (no verão). Fui para um encontro do pessoal PSTU daqui... aquela coisa movimento estudantil por uma nova Europa, por uma participação dos estudantes, etc, etc, etc. Deixei eles meio extasiados um pouco, contudo. Era um congresso de dois dias para ensinar (how to) montar um grupo na sua cidade (spread the word of PSTU). No dia que fomos, estavam ensinando como argumentar. Pediam para fazer um argumento, e o defender. Alguns defenderam o ensino de artes em toda Europa, o outro o ensino de línguas, reformas eleitorais, etc... eu fui mais longe.

"O Brasil deve ser aceito como membro da União Européia". Riram, mas eu usei os mesmos argumentos que usaram para defender a Turquia: laços culturais históricos, interesse comercial, proteção, etc... etc... influência global... diversão. Então, asteiem as bandeiras no seu carro: Brasil para União Européia. Meu ponto no final era claro: a UE não é uma questão racional, é um produto político... e político nenhum quer comprar junto com o samba e as mulatas nosso sub-desenvolvimento latino.


amanha... espanha. fabro. And God smash the potatoes!


Nenhum comentário: