12 de fev de 2008

Eu tenho um irmao


Eu tenho um irmao. As pessoas se assustam quando ouvem isso: mas a Leila tem so voce. Verdade. Mas voce parece filho unico. Verdade. Mas o Gremio é campeão do mundo. Verdade. Tudo verdade. Mas eu tenho um irmão, e ele cuida de mim. Irmão é como sapato. Não precisam te dizer que você calça um pé, e depois o outro. Você sai calçando os dois, em par, paraq sair pelo mundo. Irmão se tem. Não se inventa.

Meu irmão é bonitão, mais velho, e tem sotaque de gaúcho. É metido a saber fazer tudo, e muita coisa ele sabe mesmo. Precisa ainda admitir que o pai dele, que é meu pai, não se parece tanto com ele tanto quanto meu pai se parece apenas com meu próprio pai. Mas é inegável alguma semelhança (os nossos pés, são iguais... 6 plataformas tamanho pé de pato que saíram da mesma fábrica de cromossomo Y).

Meu irmão é grande, e um grande irmão. Uma vez eu consegui bater nele, e ele fugiu de mim, mas devo tudo isso ao poder transcedental da minha aura. Pq na porrada mesma, eu perdia. Mas como diria o André, se o Fabro se zangou, é pq eu (André) devo ter feito alguma merda.

Meu irmão lidava com computador antes que eu, paquerava antes que eu, usava coturno antes que eu (que nem comecei a usar), e nasceu antes que eu, vejam só. viva cuba! viva a praia! viva o sem querer.

beijo mano, fabro
Posted by Picasa

Um comentário:

Ju disse...

que texto lindo, Fabro!!!
beijooooooO!